02 agosto, 2010

Agora Mesmo




Linda Simões- Bracial/Ericeira - Portugal



Agora Mesmo

Está gente a morrer agora mesmo em qualquer lado
Está gente a morrer e nós também

Está gente a despedir-se sem saber que para
Sempre
Este som já passou Este gesto também
Ninguém se banha duas vezes no mesmo instante
Tu próprio te despedes de ti próprio
Não és o mesmo que escreveu o verso atrás
Já estás diferente neste verso e vais com ele

Os amantes agarram-se desesperadamente
Eis como se beijam e mordem e por vezes choram
Mais do que ninguém eles sabem que estão a
[despedir-se

A Terra gira e nós também A Terra morre e nós
Também
Não é possível parar o turbilhão
Há um ciclone invisível em cada instante
Os pássaros voam sobre a própria despedida
As folhas vão-se e nós
Também
Não é vento É movimento fluir do tempo amor e morte
Agora mesmo e para todo o sempre
Amen

Manuel Alegre, in "Chegar Aqui"

14 comentários:

Dulce AC disse...

Linda..olá!!

Gostei muito deste teu "post"

muito bem...!
E nós ...?!
Já falta pouco para chegarmos à Ericeira..!!
abracinhos para os dois (Olá José!)

dulce ac

Ana Martins disse...

Boa noite querida amiga,
que lindo post e que verdades absolutas ele contem!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

manuela baptista disse...

e eu acho que conheço

esse barquinho na tee shirt...

beijinhos

Manuela

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Amanhã já não será como hoje
depois ou antes
e tudo o que cabia nos instantes
de uma troca de comentários
agora foge
para o que será com eles
e que se morrendo vai
muito mais será
do que o que aqui sai


Jaime Latinho Ferreira
Estoril, 3 de Agosto de 2010

victor simoes disse...

Querida amiga Linda, um poema de Manuel Alegre, que reflete a verdade cósmica, tudo que nasce morre! E nós avançamos no tempo, a cada segundo, cada instante e a cada momento. Somos consumidos, desgastados e envelhecemos. A vida é efémera, uma passagem e devemos vivência-la da melhor forma! Agarrando a felicidade e ser feliz, amar e ser amado.

Boas férias querida amiga. A Ericeira é bonita e a praia boa.
Beijinho

brunofernando disse...

oi professora tudo bem? lembra de mim? fomos a escola para fazer entrevista com voce. Somos alunos de ciencias sociais. Inclusive tiev a honra de receber tua visita em meu blog(www.ministrandocomvida.blogspot.com). Queria teu contato para ver a possibilidade de estagiar pratica 2 com voce.È Meu amigo, Alberes, que estava conosco naquele dia.poderia enviar teu email, para contato? um abraço...ah, otimo texto, parabens srrsrsr(bfsoliveira2003@hotmail.com)

Saozita disse...

Olá Linda, este poema do Manuel Alegre é lindo, com um sentido real relativamente à vida e nosso tempo na Terra.

Tem uma boa semana amiga.
Beijinhos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema. Profundo e bastante verdadeiro. Nada é eterno.

Beijos,

Furtado.

Jorge de Siqueira disse...

Estás bela, Linda... Beijo...

Saozita disse...

Linda, estou passando para te desejar um óptimo fim de semana.

Beijinhos

Freddy Simões disse...

Querida irmã, que bela postagem! Seu blog é um sucesso!

Saudades!

Freddy

rouxinol de Bernardim disse...

A Ericeira é um sonho! ai que saudades, ai, ai...

Saozita disse...

Como vão as férias amiga? Aínda bem está gostando do nosso país, se por acaso vier para o norte, tem a porta aberta, na minha humilde casa!
Desejo-te continuação de lindas e belas férias.

Tem uma boa semana.
Beijinhos

Ana Martins disse...

Boa noite Linda,
vim deixar um beijinho de boa noite, presumo que esteja de férias, mas fica para quando voltar.

Ana Martins
Ave Sem Asas