18 setembro, 2011

Assim, sou eu…


Assim, sou eu…

Nau, vela triangular
História viva,
Arrojada e atrevida
Gaivota no ar.
Cais, abrigo
Refúgio, tempestade,
Maré cheia,
Maré vaza,
Chama em brasa.
Sou Fábula, e luz
Loba prenha de dor,
Mulher amante,
Equídeo errante
Pejada de amor.
Sou alma volátil,
Corpo alado,
Árvore viva
Na berma da estrada.
Urze do monte,
Giesta em flor.
Água da fonte,
Friso liso e fino
Tocando a linha do horizonte.
Sou guerreira, sou pastor,
Esquina de rua nua
Calçada roubada, desengonçada
Porta aberta na noite fechada.
Sou sol, sou fogo,
Sou grito, sou ai
Gargalhada desamarrada
Folha caída atapetando o chão.
Digo sim e digo não
E não digo outra coisa qualquer,
Porque eu
Sou mesmo assim!

Inédito de MJAreal

Copiado do blog da Fernanda- http://nacasadorau.wordpress.com/

11 comentários:

Jaime Latino Ferreira disse...

LINDA SIMÕES


Minha Querida,


Assim tu és
proa e convés


Um grande beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 18 de Setembro de 2011

Ana Martins disse...

Ana, minha boa amiga!

Este poema, foi um dos que a MJAreal declamou na noite de poesia do CCCampos, é maravilhoso!

Beijinho,
Ana Martins

manuela baptista disse...

assim

é bonito o poema!

mas, não é uma Lindinha que sabe poemar que esteve virtualmente, nesse encontro?

então, vamos lá dar lugar a si própria, também!

um beijo

manuela

Mariazita disse...

Olá, Linda
Este poema da Maria José Areal é de facto muito bonito.
Aliás, eu sou fã da poesia da Maria José. Acho que ela tem poemas belíssimos.
Leio-os exactamento no blog da Fernanda.

Uma boa semana. Beijinhos

Lusa Vilar disse...

Linda, estão todos cobrando teus poemas, pois saibas que eu também estou à espera deles. Devem ser divinos, pois, não és tu "filha da terra onde as almas são todas de cantadores"?
Obrigada pela tua presença lá no Raízes, teus comentários muito nos honram.
Um beijo, conterrânea!

Fernanda disse...

Querida Ana, minha linda!

Sabes da alegria que me destes!
Bem hajas.
Este é o poema que melhor defina a Maria José, até hoje por ela publicado, sem dúvida alguma.

Beijo enorme.

J. Ferreira disse...

Honi soit mal qui mal y pense...

Mariazita disse...

Olá, Linda
Hoje estou passando especialmente para desejar que a Primavera, além das flores, lhe traga uma chuva de benções.

Beijinhos

Fernanda disse...

Olá Ná!
Penso ter dito que não consigo comentar no Blog da Linda Simões o que lamento.
Gostava que soubesse do meu agradecimento e do muito contentamento pela publicação do poema "Assim, sou eu".
Nem sempre somos bafejados pela disponibilidade e vontade de gente, que não sei a cor do olhar nem privo de perto. Sabe sempre bem, ler as nossas palavras noutros espaços e saber dos comentários.
Por isso e por tudo o mais, sinceramente o meu obrigada.
A Linda tem lindos poemas, como constatamos no concurso.
Ser poeta "é ser mais alto" e ela é.
MJAreal

Amiga Ana,
Recebido por e-mail.

Bom fim de semana
Beijijnhos

TALITA disse...

Oi amiga Linda

venho agradecer a visita e comentário no meu simples e humilde blog. Me orgulho da visita de vc. Gostei muito deste este espaço e seus conteúdos.
Vou segur e voltar mais vezes.

Beijinhos

Talita

Saozita disse...

Olá Linda,é sem dúvida um belo poema da Mª José Areal, gosto precisamente pela intensidade e força das palavras na definição do seu "EU", uma personalidade forte e marcante. Adorei. Agora também estou à espera que divulgues os teus. Tem uma boa semana.

Beijinhos com amizade.