28 maio, 2010

Não me deixe só



Vanessa da Mata
Composição: Vanessa da Mata

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz

Não me deixe só
Que o meu destino é raro
Eu não preciso que seja caro
Quero gosto sincero do amor

Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem

Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou do bem mas

Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz



Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem



Imagem de meu arquivo pessoal

Praia De Bairro Novo- olinda- Pe

8 comentários:

Marcos Dhotta disse...

"Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor"

Essa frase para os mais sensíveis toca n'alma né não? Uiiiiii. Não sei porque... Mas essa música da Vanessa me faz querer estar num barzinho, bem juntinho... á uma loira Gelada! hehehehehe.
Abração minha amiga...

Ana Martins disse...

Boa noite Linda,
uma doçura essa letra!

Beijinhos,
Ana Martins

J. Ferreira disse...

Moça loira, Linda,
Do Vinicius à Vanessa, continuas com poetas começados por V.

Lindos poemas, (sempre românticos) lindos de se lerem e ouvir.

Por isso, satisfazendo o apelo da Vanessa, aqui marco presença, por aqui fico...

Quanto à imagem do Atlântico, (lindo nascer de sol Olindense) citarei o saudoso Alexandre O'Neill:

"Há mar e mar
Há ir e voltar"

Aduzirei ainda:

Suas ondas enrolam no areal, em permanente e interminável deleite...

Beijo grande

manuela baptista disse...

Linda

agora já sei! é assim que se combate o escuro e o medo...

beijinhos

Manuela

Por toda minha Vida disse...

oi.

teu telefone coloquei junto aos ensaios do livro e quando resolvi arrumar minhas anotações deletei textos teu telefone e de minha filha, a ela claro já resolvi.
Veio até perto de mim, na praia que caminho linda né, passamos todos os dias e as vezes nem damos conta da beleza.

Renata

serpai disse...

Olá...!

Sabes...? O meu blog conta já com um ano...! E para a ocasião escrevi algo que também é para ti... e, de passagem, podes ver que há um selo que podes levar, se assim o quiseres... Pois, como o seu nome indica, serve para "selar" este vínculo que nos uniu neste tempo transcorrido..., isso me encantaria..., e faria completo este festejo e a minha alegria...!
Ou se não..., ofereço-te uma flor de Ceibo que é a flor do meu país: Argentina.

Obrigado pela tua presença...!

Cumprimentos,

SERGIO.

david santos disse...

Olá, Linda!
Está tudo dito: fantástico.
Abraços.

Saozita disse...

Linda, antes de mais agradeço a tua visita no meu blogue. E aqui estou a retribuir, já antes tinha comentado um post teu na Voz do Povo.

É linda essa letra da Vanessa da Mata, não conhecia esta compositora, mas dei uma volta pela net, e pelo que verifiquei é artista muito conhecida e com um excelente palmarés.
Parabéns pela escolha e pela divulgação, pois assim tal como eu há sempre quem não conheça, e fica conhecendo.

Um bom fim de semana para ti e tua família.

Bj