09 setembro, 2009

No te amo como si fueras rosa de sal


No te amo como si fueras rosa de sal, topacio
o flecha de claveles que propagan el fuego:
te amo como se aman ciertas cosas oscuras,
secretamente, entre la sombra y el alma.

Te amo como la planta que no florece y lleva
dentro de si, escondida, la luz de aquellas flores,
y gracias a tu amor vive oscuro en mi cuerpo
el apretado aroma que acendió de la tierra.

Te amo sin saber como, ni cuando, ni de donde,
te amo directamente, sin problemas ni orgullo:
así te amo porque no sé amar de otra manera,

sino así de este modo en que no soy ni eres,
tan cerca que tu mano sobre mi pecho es mía,
Tan cerca que se cierran tus ojos con mi sueño.

Pablo Neruda


Não te amo como se fosses rosa de sal

Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo como se amam certas coisas escuras,
secretamente, entre a sombra e a alma.

Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, escondida, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascendeu da terra.

Te amo sem saber como, nem quando, nem de onde,
te amo diretamente, sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,

Mas sim deste modo em que não sou nem és,
tão perto que tua mão sobre meu peito é minha,
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.

Pablo Neruda

Imagem-internet

16 comentários:

victor simoes disse...

Olá Linda, muito lindo este poema de Pablo Neruda, é o meu poeta preferido!
Amar aínda que em silêncio, à distância, só em almas grandes e nobres. A manifestação dos mais puros sentimentos que emanam das profundezas do ser é um coesistir de felicidade e tristeza, que se transporta no tempo.
A capacidade de amar, é um dom humano, intrínseco à nossa natureza e não se traduz na voluntariedade de uma escolha, mas numa atracção, num desejo e num sonho que nos supera.

Boa semana para ti querida amiga.

Bjs

Ana Martins disse...

Olá Linda,
este soneto é pois uma das sublimações da poesia. Profundo... revela um amor que nem um dilúvio arrastará!

Beijinhos,
Ana Martins

Everson Russo disse...

Esse é o amor, a gente nem sabe explicar, louco, insano, sem medidas...beijos e um lindo final de semana...

(Carlos Soares) disse...

Linddo demais esse poema, hein? Em resumo, ele talvez quer dizer... como não sei, só sei que te amo. Parabéns pela sensiblidade de nos postar coisa tão linda.Beijos

Alegria Joie Joy disse...

Bom dia, Linda.

Adoro Pablo, e tudo que tenha letras, conteúdo, amo arte, mas de texto simples, sou assim e no meu espaço deve ter notado, não tenho pretensão de me achar ou ser escritora. Escrevo sobre tudo que vejo e sinto, histórias de pessoas comuns, que tem sua poesia.
Obrigada pela visita e volte sempre e escreva o que quiser, me corrija a vida é feita de trocas, e não me sinto ofendida quando me ensinam algo.
Tenha um bom fim de semana.

Renata Vasconcellos.

P.S - Tomei a liberdade de seguir teu Blogue.

manuela baptista disse...

das preciosas pedras
falam os poetas
da luz aprisionada
num olhar
entre a loucura
da terra que floresce
e a conjugação do verbo amar

Para a Linda,

Um beijinho

Manuela Baptista

HELENA AFONSO disse...

Adoro Pablo Neruda, este poema é lindissimo, obrigada pela emoção que me trouxe neste domingo,
Beiji, HELENA

Everson Russo disse...

Um beijo pra ti querida e uma belissima terça feira...

. Paulo . Intemporal . disse...

. na presença de Pablo Neruda .

. 100 palavras para dizer .

. grat.íssimo pela homenagem .

. aqui . neste canto de en.canto meu .

. beijos mil, sempre .

Brancamar disse...

Querida amiga,

Adorei encontrar aqui Pablo Neruda, um poeta da minha juventude e de que sempre gostei imenso e este seu poema de um amor único e inexplicável, pois o amor sempre é um mistério.

Tivemos pensamento simultâneos. Ontem ao visitar o Jaime e porque já tinha reparado em si em visita anterior, prometi a mim mesma passar pelo seu sítio. Entretanto, como tenho horários limitados durante o dia, só agora pude fazê-lo. Já vi que também esteve lá pelo meu espaço, obrigada pela visita e pelas palavras tão sentidas e simpáticas.Mais loguinho voltarei para fazer uma leitura mais profunda dos textos para tràs.
Deixo um beijinho.
Branca

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Linda! Fiquei muito feliz com a tua visita, o teu comentário e, principalmente, por teres te tornado seguidora do nosso humilde espaço. Isso somente aumenta a minha responsabilidade de melhorar tudo aquilo que crio e escrevo. Espero que voltes mais vezes, pois tua visita será sempre um prazer renovado.

Foste muito feliz quando na escolha. O Pablo Neruda foi um dos maiores poetas do século XX. No próximo dia 23 completará 36 anos do seu falecimento.

Beijos,

Furtado.

Everson Russo disse...

Um beijo e o desejo que voce tenha um belo final de semana de paz...

Cantodomeucordel disse...

O amor cantado por Pablo Neruda tem uma força extraordinária, fazendo de sua poesia um canto de louvor à vida.

Poético a braço de Gilbamar.

Anita "Menina-Flor-Mulher" disse...

Bela escolha, amo Pablo Neruda. Ele queria dizer isso mesmo, que te amo. Que bom saber que somos conterrâneas.

Bjs

Í.ta** disse...

o neruda é maravilhoso!

já visse o livro das perguntas dele?

tem uma edição nova, lindíssima,
com imagens.

lindo tá o blog aqui!

Kenia Chan disse...

Maravilhoso...
Todo amor que é inedito se transborda dessa forma.
Neruda é um poeta incomum...